.novos rumos

Revelas pouco a pouco mais de ti, sem saberes se vale a pena arriscar a tua inocência por uma alma fragmentada, conspurcada pelo tempo e pela vida, escondida durante tanto tempo na sombra de uma existência que nunca foi completamente real.

Sinto nas pontas dos meus dedos o vazio provocado pela tua ausência, as formas de um corpo que ainda não conheci, o cheiro de uma pele que ainda não toquei, o gosto de uma boca que ainda não provei.

O mundo dorme enquanto me ofereces, sem medo, o teu sorriso. Do outro lado do espelho espero, ansioso, que os nossos caminhos se possam cruzar uma vez mais, na areia de praias protegidas por falésias protectoras, conhecedoras dos segredos que oferecemos sem pudor à brisa fria da noite.

Fecho os olhos e sorrio: o futuro, ainda que incerto, começa a fazer mais sentido.

 

One thought on “.novos rumos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s