.turbulências

Revejo, num segundo, séculos de turbulência enquanto inspiro a serenidade da paz aparente instalada em mim. O Universo observa. Conspira. Trabalha a meu favor, mostra-me o bronze das moedas de troca. Fecham-se as histórias do passado em contos que serão redigidos mais tarde. Não vivemos felizes para sempre mas podemos, pelo menos, tentar.

Os meus sentidos perfuram o frágil tecido da realidade em busca de uma presença conhecida. Penso no que foi, no que é, no que está para vir. Deixei de ter medo do desconhecido.

Marcam-se na areia molhada pequenos trilhos percorridos a dois, o vento frio fustiga as faces desprotegidas de almas que também são corpos. Do nada, criam-se histórias tão possíveis como o estarmos ali. Ao longe, pequenas figuras percorrem caminhos antigos, encostados às pedras que também são história, um pescador venera o mar com a certeza de existirem forças que não foram criadas para serem contidas.

O toque das nossas mãos assegura-nos que existimos, o sonho só é sonho se os olhos estiverem fechados.

Os dias sucedem-se. São assim porque são, porque assim foram ensinados, sem questões ou reticências. Uma luz brilha, envergonhada, entre as fendas das feridas da terra sedenta de água, sem ter certeza se será suficiente para iluminar trevas antigas, instaladas nos corações de almas que, algures no tempo, quiseram acreditar. Deixámos de estar, apenas. Avançamos, sem medos, e juntamos as peças de um puzzle que se transforma em paisagens, trabalhadas por mãos sedentas do calor do luar que atravessa a copa de árvores vigilantes.

Abandonam a carcaça, colada ao asfalto pela borracha quente, e voam sem olhar para trás, mantos de penas negras que conhecem os segredos de quem carrega consigo o peso dos infortúnios dos outros. Repetimos vezes sem conta a mesma lengalenga, como um disco riscado por agulhas prateadas que cortam as palavras dos poetas defuntos. Os dias sucedem-se e o amanhã é sempre o amanhã. Apenas porque sim, porque não sabe ser de outra forma.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s