.agulhas

Sento-me na caixa de fósforos, à espera de uma voz que não irei ouvir, o meu reflexo brinca com a luz de um vizinho que não sabe que, do outro lado, alguém está atento, não por mal, não por curiosidade, apenas por não saber mais para onde olhar, a rua está vazia, hoje, ontem, antes do tempo em que olhava, antes do tempo em que faria diferença, lá fora gritam sem parar. Uma voz ecoa no tímpano, tantas vezes, quantas vezes mais, já conheço as tuas palavras, já sei que também tu sofreste como eu, como nós, como todos, porque só assim criamos, só assim se fazem chorar os outros, quando mostramos a miséria que nos assola, o terreno comum que todos pisamos, criar é um acto de dor, é pele que rasga, cabelo que parte, olho que verte.

Queria que amanhã fosse ontem e de repente as palavras não fossem as mesmas, os sons mudassem e as cores se confundissem com os cheiros da comida a apurar, os pratos chocam ainda húmidos, enchemos o copo com o vinho alheio, olhos nos olhos, mastigamos, sentimos os sabores e os cheiros, sorrimos, a luz brinca com a cor fugidia de um olhar que já não me reflecte. O copo caí e com ele as últimas gotas de um líquido que deixaste para trás, onde estarás agora, será que também olhaste pela janela para ver o fogo de artifício?

A história ficou por desvendar, quem sabe haverá sequelas, ou fins, ou inícios, o meu reflexo perde-se em verdes e castanhos e azuis, em janelas sujas pelo tempo, quebro a concha mas ainda estou colado na teia, o ardor sobe sem parar, há alguém em baixo que duvida vezes sem conta, bate a porta, grita, quem sabe chore quando fecho os olhos, invejo-o, estou seco por dentro e não consigo perceber porquê.

Não quero voltar a desaparecer mas não quero mais ser apenas eu e cigarros a queimar e fumo a sair pela janela semi-aberta ou semi-fechada, nem sei bem, já não há mais respostas, estamos sempre ligados mas no fundo apenas queria saber que fio cortar, tenho medo de fechar os olhos e voltar a ver-me sem a máscara, buracos que lembram colmeias onde não há mel, apenas o vazio.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s