.extinção

Continuas presente numa vida que já não partilhamos. Cortaremos, em breve, os fios invisíveis que ainda fazem o nosso destino cruzar. Vou queimar a tua imagem e lançar ao mar as cinzas, deixá-las seguir à vontade do vento, para te marcar defunto, desaparecido de uma vida que nunca foi tua. Existem memórias que ainda persistem em existir mas, a cada segundo que passa, tornam-se resquícios de uma existência que estava condenada a deixar de existir.

Morrerás. Em breve. E, contigo, seguirá a luz de um olhar que cruzou o meu quando julgavas não estar a ver. 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s