.o enxame

O céu não se ilumina nem estremece mas cai, em mim, a certeza que o problema maior deriva da minha insatisfação e sentimento de impotência perante a vida que escolhi. Com cada escolha abrem-se novas possibilidades e criam-se novas histórias para contar à luz de uma fogueira trémula.

Num paradoxo, dois factores estão em conflito directo e nunca tive muita vocação para avestruz.

Abelhas furiosas vingam a morte da rainha, picando sem pudor todos os que se atravessam à frente do enxame. Há uma serena violência na urgência que um corpo tem para representar a sua presença frágil e transitória. As tragédias dos contos de fadas são, então, representadas pela alucinação de fábulas burlescas, corpos e texturas de uma dimensão nostálgica que nos mostra um pequeno vislumbre do que é, e sempre foi, um passado rasgado e corrompido.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s