.mono qualquer coisa

Subvertemos sem pudor as ideias alheias e sufocamo-las, lentamente, com o plástico colorido que cai das escamas de peixes moribundos, asfixiados pela ausência de vergonha de caras esticadas por cabos de aço.

Partida. Iniciação. Retorno. É este o caminho do herói monomito que sobrevive pela reinvenção. 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s