.o outro pé da sereia

Uma das coisas que me chamou a atenção quando peguei pela primeira vez no livro “O Outro Pé da Sereia”, de Mia Couto (Editorial Caminho, 2006), foi a intercalação, ao longo do livro, de páginas impressas em diferentes papéis. Folheando com mais atenção, reparei ainda que a mudança de papel implicava também uma mudança no tipo de letra – representado esta alternância diferentes momentos da narrativa. Como fiquei curioso, acabei por comprar e ler o livro – este fenómeno acontece-me com os cds de música, muitas vezes pego neles porque acho a capa apelativa, é mesmo pena que tantas vezes o interesse se desvaneça assim que os oiço. Mia Couto passa agora a ter um lugar de destaque na minha biblioteca pessoal, e no futuro gostaria de ter a oportunidade de ler outras obras dele.
Continuar a ler

Anúncios